Avaliação neuropsicológica para adultos

A Avaliação Neuropsicológica é um procedimento de investigação clínica que visa esclarecer questões sobre os funcionamentos cognitivo e comportamental dos pacientes. Para isso, realiza uma investigação profunda das funções cognitivas como a memória, a atenção, as funções executivas e a linguagem, visando a compreensão do perfil neuropsicológico do paciente (possíveis déficits e habilidades preservadas), estabelecendo hipóteses diagnósticas e o diagnóstico diferencial.

 

Para quem é indicado?

Para pessoas a partir dos 18 anos de idade que apresentem suspeita de alterações cognitivas e/ou modificações no padrão de comportamento.

Precisa de requisição médica?

Sim, é necessária a requisição médica para fazer a Avaliação Neuropsicológica, geralmente dada por um neurologista.

Como funciona no InsCer?

A Avaliação Neuropsicológica ocorre, em média, em dois ou três dias separados, sempre às terças-feiras. Cada encontro tem aproximadamente 1h30 de duração. A necessidade de outros encontros será avaliada pela equipe, mas não modifica o valor já pago pelo processo avaliativo. Nestas consultas, a neuropsicóloga utiliza uma série de recursos (testes, tarefas, escalas) para investigação do comportamento e da cognição. É importante que no primeiro dia o paciente venha acompanhado de um familiar. Um último encontro é agendado, ao final do processo de avaliação, para que o profissional dê a devolutiva ao paciente. Ainda é solicitado ao paciente que compareça com seus exames neurológicos (se houver) no primeiro encontro.

Preciso agendar?

Sim, o agendamento é feito pelo telefone (51) 3320 5900 e as consultas são agendadas às terças-feiras à tarde.

Qual o investimento?

O investimento para a Avaliação Neuropsicológica é de R$1.200.

Quanto tempo o laudo demora para ficar pronto?

O laudo demora 15 dias úteis, a contar do último dia de avaliação.

Quem faz a Avaliação Neuropsicológica no InsCer?

São duas profissionais neuropsicólogas e equipe de apoio:

Sabine Possa Marroni:  Fonoaudióloga e Psicóloga, com formação em Neuropsicologia das Epilepsias, pelo Hospital São Lucas da PUCRS (HSL-PUCRS), Especialista em Reabilitação da Linguagem pelo IMEC; Mestrado em Ciências da Saúde com ênfase em Neurociências (FAMED-PUCRS) e Doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica (IGG-PUCRS). Pesquisadora colaboradora do Instituto do Cérebro do Rio Grande do Sul (INSCER).

Danielle Irigoyen da Costa: Psicóloga, com formação em Neuropsicologia das Epilepsias e em Neuropsicologia Infantil pelo Hospital São Lucas da PUCRS (HSL-PUCRS), Mestrado e Doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde da PUCRS/ Neurociências (FAMED-PUCRS) e Pós-doutorado pela Fundação Universitária de Cardiologia/ Instituto de Cardiologia do RS (FUC/IC-RS). Professora dos cursos de Psicologia e Medicina da PUCRS, pesquisadora do Instituto do Cérebro do Rio Grande do Sul (INSCER) e colaboradora do ambulatório do Núcleo de Estudos e Pesquisa em Trauma e Estresse (NEPTE-PUCRS).