O ano de 2018 foi de consolidação de um grande sonho da equipe do Instituto do Cérebro do Rio Grande do Sul (InsCer): o início das obras de ampliação do empreendimento. No dia 9 de novembro, houve o lançamento oficial para a sociedade, em um jantar em comemoração aos 70 anos da PUCRS. Ao final das obras, o InsCer terá três vezes mais espaço para as pesquisas, ensino, assistência e desenvolvimento de radiofármacos. “A união e o comprometimento de todos os colaboradores do Instituto tornou possível o início das obras e a consolidação da sua internacionalização, sem renunciar ao acolhimento, à solidariedade, à empatia e ao cuidado com a pessoa humana”, salientou o diretor do InsCer e vice-reitor da PUCRS, Jaderson Costa da Costa. Esta ampliação já fazia parte do projeto original, e irá consolidar a posição de destaque do empreendimento no País e no mundo.

Destaque nacional e internacional

reitoria, reitor, visita, salão nobre, evilázio teixeira, jaderson costa da costa, dr samii, dr paglioli, internacional,Madjid Samii

A projeção internacional se traduziu pelas constantes visitas de pesquisadores e autoridades ao longo do ano. Foram oito visitas de estrangeiros, como o do renomado neurocirurgião Majid Samii e outras oito de visitantes nacionais. Os profissionais do InsCer também estiveram além das fronteiras, participando de congressos e de seminários internacionais, e contribuíram com eventos científicos no Brasil que discutem a neurologia em diversos aspectos.

No País, também aconteceram muitas trocas, inclusive em pesquisas, como o projeto Zika Vírus, que trouxe 29 crianças de Alagoas para uma série de avaliações no Instituto, com o objetivo de estudar a doença que afeta o desenvolvimento delas e compartilhar conhecimentos para ajudar a comunidade.

InsCer na Comunidade

A disseminação de conhecimento é um dos pilares do InsCer. É por isso que desde a sua fundação organiza um evento em que traz pesquisadores para dar palestras à comunidade sobre temas de relevância pública. Intitulada InsCer para a Comunidade, a ação ocorre todos os anos, gratuitamente, e aborda a doença de Alzheimer, o envelhecimento, o desenvolvimento do cérebro infantil, a esclerose múltipla, entre outros. Neste ano, o evento se consolidou, com a participação de mais de quatrocentas pessoas nos dois dias de palestras.

Entre tantos profissionais de excelência, muitos recebem distinções e premiações em todo o mundo. Um deles está, Ivan Izquierdo, entre os mais importantes neurocientistas em atividade, liderando o Centro de Memória do InsCer. Este ano ele recebeu o Prêmio Internacional Unesco-Guiné Equatorial para Pesquisa em Ciências da Vida 2017, mais um reconhecimento ao trabalho dedicado ao avanço científico e à formação de novos pesquisadores.

A vice-diretora do Instituto do Cérebro, Magda Lahorgue Nunes, sintetiza 2018 da seguinte forma: “Esse foi um ano de muitos desafios e com muitas metas atingidas”.

ivan izquierdo, prêmio unesco,inscer/rs,centro de memória,Prêmio Internacional Unesco-Guiné Equatorial para Pesquisa em Ciências da Vida