• DSC_2642

Um estudo feito no InsCer acaba de ser publicado na revista International Psychogeriatrics, uma referência na área de neurogeriatria. Intitulado “Achados neurobiológicos associados à performance cognitiva elevada em idosos: revisão sistemática”, o artigo tem por objetivo fazer uma revisão ampla da literatura sobre os denominados superidosos (acima de 80 anos) para buscar achados nesta população, principalmente os relacionados à neuroimagem e à neuropsicologia.

Nesta pesquisa, um dos resultados revelados é a falta de estudo de qualidade sobre o tema. “Muitos dos artigos que encontramos apresentavam falhas metodológicas”, afirma Wyllians Vendramini Borelli, autor do estudo, que tem como coordenação o Dr. Prof. Jaderson Costa da Costa. Das 4457 pesquisas avaliadas, os pesquisadores do InsCer encontraram apenas nove com o recorte adequado aos superidosos.

A partir da avaliação destes nove estudos, chegou-se a uma outra conclusão, também publicada neste artigo: a de que os superidosos têm um mecanismo cerebral que apresenta uma preservação estrutural e molecular diferente dos idosos “normais”. “Em um envelhecimento natural, o cérebro apresenta atrofia, com a perda de partes da sua estrutura, fazendo com que o corpo compense de outras maneiras. O que verificamos é que nestes superidosos não existe esta perda, o cérebro mantém sua estrutura preservada”, avalia Wyllians.

A partir deste primeiro estudo do projeto Superidosos que foi publicado internacionalmente, outros estão sendo encaminhados com o objetivo de identificar os motivos deste desempenho cognitivo nos superidosos.

Título: Neurobiological findings associated with high cognitive performance in older adults: a systematic review

Autores: Wyllians Vendramini Borelli, Lucas Porcello Schilling, Graciane Radaelli, Luciana Borges Ferreira, Leonardo Pisani, Mirna Wetters Portuguez, Jaderson Costa da Costa.

Artigo publicado na revista International Psychogeriatrics.