• teste ufmg

A doutoranda Karina Sarto Szpak, do programa de pós-graduação em Estudos Linguísticos pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), está em busca de voluntários para seu estudo O Mapeamento de Redes Neurais Associadas ao Processo Tradutório. A pesquisa tem o objetivo de investigar o envolvimento de áreas cerebrais em atividades de leitura e de tradução e é realizada, em partes, no Instituto do Cérebro. Todos que realizam atividades de tradução, podendo estes ser alunos, professores ou tradutores profissionais estão convidados a participar. O estudo tem a co-orientação do docente da Escola de Humanidades e pesquisador do InsCer, Prof. Dr. Augusto Buchweitz.

De acordo com Karina, os voluntários são convidados a realizar tarefas de leitura e de tradução de pequenas situações cotidianas. Tanto a atividade de leitura como a de tradução serão silenciosas, ou seja, o participante ora irá ler uma situação silenciosamente, ora irá traduzir uma situação mentalmente. Segundo ela, as atividades serão realizadas em ambiente de ressonância magnética funcional. Os resultados do estudo auxiliarão os pesquisadores a compreender com maior profundidade como o cérebro se comporta diante de uma atividade de tradução. “Também trará contribuições para o melhor entendimento dos processos de ensino e aprendizagem relacionados à atividade de tradução”, completa a pesquisadora. A pesquisa é uma realização do Laboratório Experimental em Tradução da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em parceria com o InsCer.

Para ser voluntário e obter mais detalhes, basta escrever para a pesquisadora através do e-mail karinaszpak@gmail.com.