Coordenador: Jaderson Costa da Costa, MD, PhD

Integrantes: Gabriele Zanirati, PhD; Pamella Azevedo, PhD; Gianina Teribele Venturin, PhD; Samuel Greggio, PhD; Daniel Marinowic, PhD; Eduardo Zimmer, PhD; Paula Gabrielli dos Santos (graduanda em farmácia); Karine Morche (graduanda em medicina).

Resumo: A epilepsia do lobo temporal (ELT) é um dos tipos mais comuns de epilepsia na população mundial, e muitas vezes, consequentemente, é acompanhada por comorbidades como a depressão. Com a alta refratariedade da ELT, novas alternativas terapêuticas têm sido avaliadas como, por exemplo, a terapia celular. O transplante de células mononucleares da medula óssea (CMMO) vem sendo utilizado para o tratamento da epilepsia e tem mostrado um grande número de efeitos benéficos nesta neuropatologia.

A epilepsia afeta o metabolismo cerebral de glicose, com isso a utilização do radiofármaco 18F-FDG tem sido amplamente utilizado para investigar modificações metabólicas no cérebro epiléptico e, recentemente, em modelos experimentais através da microtomografia por emissão de pósitrons (microPET). O nosso objetivo é investigar longitudinalmente as alterações no metabolismo cerebral da glicose durante a epileptogênese até a fase crônica da epilepsia in vivo e observar o efeito do transplante das CMMO no metabolismo cerebral e no comportamento depressivo no modelo de epilepsia induzido por pilocarpina.